21/11/2010

Já não temos...


"Porque já não temos mais idade para,
dramaticamente, usarmos palavras
grandiloqüentes como "sempre" ou "nunca".
Ninguém sabe como, mas aos poucos
fomos aprendendo sobre a continuidade
da vida, das pessoas e das coisas. Já não
tentamos o suicídio nem cometemos
gestos tresloucados. Alguns, sim - nós, não.
Contidamente continuamos. E substituímos
expressões fatais como "não resistirei" por
outras mais mansas, como "sei que vai passar".
Esse é o nosso jeito de continuar, o mais
eficiente e também o mais cômodo, porque
não implica em decisões, apenas em paciência".
*
((Caio Fernando Abreu))

3 Foram gentís...:

Márcia Raquel - Kekel disse...

Oieeeeeeeeeee

Tem dois selinhos para vc neste endereço

http://quemmoradentrodemim.blogspot.com/2010/11/selinhos-da-tuigue.html

Beijos

Nilce Léa Lobato disse...

Olá Cris!!

Tem um desafio lá no meu blog para você!

Bjos

Valter Montani disse...

Minha querida Cris, passei para lhe desejar um bom fim de semana, bjs

"O amor é como o ar,
a gente não enxerga, porém sente.
Quanto mais puro,
mais bem estar nos proporciona.
A falta dele, nos sufoca a alma...
e leva à morte em vida”


©Valter Montani