05/01/2010

Predestinado



A perfeição com que tudo se completava no 
mundo era a minha certeza de que nada seguiria vazio
ou solitário pra sempre. A 
grande infelicidade do homem, a qual condenou sua
alma a eterna insatisfação, foi perder a
capacidade de se entregar a outra pessoa, a 
incapacidade de dividir sua 
alma até mesmo com quem se “ama”.

Ao contrário dos filmes, aprender a amar 

não é tão simples; e é complexo caminho até que você se
reconheça na outra pessoa.Mas quando 
se nasce predestinado a amar alguém, não é necessário
aprender a dividir a alma, pois elas 
vão se encontrar antes dos corpos, nem que seja 
através de um sonho bom; não é necessário aprender a 
se entregar, pois essas duas 
vidas nunca deixaram de
pertencer uma a outra.

( Vanessa Vieira)

3 Foram gentís...:

*** Cris *** disse...

LIndaaaaa, adorei o poema e a música do seu blog também.
Bjs!

*** Cris *** disse...

Saudades de vc!

Vanessa disse...

Fiquei muito feliz que você tenha gostado e principalmente que tenha postado em seu blog.
Obrigada!